Testemunhos

Testemunhos

O meu nome é Valentina e sou natural da Itália, mas escolhi a Universidade do Algarve para dar início ao meu percurso académico.

Após terminar o curso de Licenciatura em Tecnologia e Segurança Alimentar (por mim o mais apelativo a nível programático/disciplinas) decidi prosseguir os meus estudos na mesma área, escolhendo o curso de Mestrado em Tecnologia de Alimentos.

O curso de Mestrado em Tecnologia de Alimentos revelou-se uma ótima escolha para integrar de forma importante os meus conhecimentos previamente obtidos na licenciatura. Além de uma componente teórica, este curso promove uma ótima componente pratica com a finalidade de familiarizar os alunos as técnicas / processos da área alimentar. Os professores além da seriedade e competência, apresentaram sempre muita disponibilidade em auxiliar os alunos. Para conclusão do curso, realizei um estágio na empresa Águas do Algarve a qual pertencente ao grupo Águas de Portugal, onde tive a oportunidade de implementar um método de ensaio para a deteção de compostos tóxicos que podem afetar a água, tornando-a impropria para o consumo.

Aconselho este curso a todas aquelas pessoas que gostariam de se aproximar a esta área, sendo que a segurança, o controlo e o processamento alimentar, tem um papel cada vez mais importante na nossa sociedade.

Valentina Lunghi (Itália), 2017/18

A formação permitiu-me crescer pessoalmente e profissionalmente. Foi esta formação que me permite hoje trabalhar numa área que gosto muito. ​

Vera Drago (Portugal), 2016/17

Just like the pleasant weather in Faro, I appreciated the warm welcome from the faculty and other students. I am fortunate enough to study the MSc in Food Technology at UAlg, particularly because of the great course director, additionally, the dedication and constant availability of the lecturers is absolutely amazing. There's a lot more collaboration within the classes, and that's led to me meeting a lot of really interesting people from a lot of different places. Having these interactions with people all over the world, I think will help me greatly in my future, in terms of pursuing a career in an international environment. The multiple practical sessions provided hands-on experience to the students. Unfortunately, I could not benefit fully from these sessions due to the measures taken during the COVID-19 Pandemic that occurred halfway through the second semester. The transition from presential to online lectures was smooth and well organized by the university staff, this allowed me to successfully complete the academic year. I could always count on the outstanding support from lecturers that were available for various discussions. Huge respect, love and consideration for all the members of the department of food engineering and the lecturers of the MSc in Food Technology. 

Rose Daphnee Tchonkouang (Camarões), 2019/20

Very happy and proud to have chosen the Master in Food Technology [to] continue my studies. During this 1st year, I have developed scientific skills and gained a new rich perspective on the Food Technology field, which allowed me to develop my professional and personal skills, in order to give me the opportunity to get a internship in one of the largest company in the frozen vegetables, herbs and fruit sector in Belgium. You can always count with [teachers] support to clarify doubts, exchange ideas, and thus improve your knowledge. In addition, the Master has allowed me a unique cultural experience, since I have colleagues from all over the world, Nepal, Brazil, Iran, Slovenia, Italy, from various African countries and Portuguese colleagues as well, which makes a multicultural environment very cool. ​

Angel Arocha (Venezuela), 2019/20

Sou a Daniela Santos Silva e sou mestre em Tecnologia dos Alimentos, pela Universidade do Algarve. Natural da Albufeira, desde cedo me apaixonei pela área alimentar. Após concluir o 12º ano através do curso profissional Técnico de Processamento e Controlo da Qualidade Alimentar, achei que conseguiria atingir patamares mais altos, decidindo assim inscrever-me num Curso Especialização Tecnológica (CET), do Departamento de Engenharia Alimentar (DEA) na Universidade do Algarve, o CET de Tecnologia Alimentar. Com o CET concluído e com o “bichinho” de querer mais, avancei para a Licenciatura de Tecnologia e Segurança Alimentar na mesma instituição. Licenciada e com muito ainda para dar e aprender, decidi que o Departamento de Engenharia Alimentar da UALG tinha tudo o que era preciso para me acolher mais uma vez, mas agora no Mestrado de Tecnologia dos Alimentos. Desde as unidades curriculares, ao conteúdo programático e aos professores que lecionam, o Mestrado de Tecnologia dos Alimentos veio dar um enorme contributo para a minha vida profissional. Tive o enorme privilégio de poder participar num projeto de investigação e assim desenvolver o meu trabalho de dissertação, tornando o que poderia ter sido uma enorme dor de cabeça em algo prazeroso. E assim foi, obtive o grau de mestre em fevereiro de 2019 na melhor casa que poderia ter escolhido para me enriquecer academicamente, onde pude sempre contar com o apoio, orientação e profissionalismo, desde os excelentes docentes que lecionam no DEA, aos técnicos superiores e funcionários que tanto dedicam aos alunos e ao departamento. Tive ainda a oportunidade de, durante o período na Universidade ter representado a nossa academia pelo país fora pois pertenci à Real Tuna Infantina, Tuna Académica Mista da Universidade do Algarve. Hoje tenho a sorte de já estar a trabalhar na área onde me formei e a cada dia que passa, constato que tudo o que aprendi ao longo do tempo foi fundamental e decisivo para hoje poder desempenhar bem o meu trabalho.

Daniela Silva (Portugal), 2017/18

Relativamente ao meu testemunho enquanto aluno, naturalmente será muito diferente pois propus-me a realizar o Mestrado em Tecnologia de Alimentos 20 anos após a conclusão do antigo bacharelato.

Naturalmente existiram um conjunto grande de fatores que me levaram a tomar a decisão anteriormente referida, nomeadamente a questão da internacionalização do curso, sendo que passados diversos anos a trabalhar na área, reconheço que a partilha entre técnicos de diferentes nacionalidades e cultura é de uma riqueza tremenda. O tema do curso também é apelativo pois a título profissional estava na hora de saber mais.

Durante a realização do mesmo, nada foi fácil nomeadamente os 120 quilómetros diários para a participação das sessões de aulas, que a meu ver são imprescindíveis. Apesar das nossas experiências profissionais, seminários e conferencias e que se possam participar, debater cara-a-cara diariamente novos métodos e técnicas são uma enorme vantagem.

Em relação ao que falta que será a tese, esta espero que me venha a proporcionar a realização de um sonho, que é a criação de uma bebida que não existe. Sempre me propus a alterar paradigmas, mas garanto que sem a formação adquirida quer neste mestrado quer na instituição em casa, nunca teria a competência para o fazer de uma forma científica, sistemática e metódica.   

Apesar de todos os defeitos que me caracterizam, tenho a pequena virtude de reconhecer quem me ensina.

Eduardo Peixinho Reis (Portugal), 201920

O Mestrado de Tecnologia de Alimentos do Instituto Superior de Engenharia [da UAlg] excedeu largamente as minhas expectativas, quer pela inovação dos programas abordados, quer pela sua aplicabilidade. Este mestrado proporcionou-me o desenvolvimento da minha formação académica e científica, permitindo-me consolidar o conhecimento que tinha vindo a receber na licenciatura, bem como alargar a experiência e as competências técnicas em laboratório. Dispõe de um ensino qualificado com professores com elevado grau de profissionalismo. Apresenta uma oferta de aulas práticas e teóricas a nível excelente onde é possível encontrar o apoio de todo o corpo docente assim como das técnicas de laboratório onde considero como fundamental para uma melhor compreensão dos temas lecionados.

Andreia Quintino e Daniela Pereira (Portugal), 2018/19

Share Partilhar