Estórias

 

Jaime Aníbal

Departamento de Engenharia Alimentar, Instituto Superior de Engenharia

Licenciatura em Tecnologia e Segurança Alimentar (2º ano)

 

Nº de estudantes: 15

 

Objetivo que se pretende atingir com o uso da estratégia

Captar a atenção dos alunos para os conteúdos programáticos que estão a ser lecionados

 

Tempo (i) de preparação e (ii) em aula       

15 minutos para preparar um ou dois slides do PowerPoint que sejam apelativos e adequados à estória que se vai contar. O tempo utilizado nesta estratégica pedagógica na aula, depende do tipo de estória que se está a contar

 

Recursos necessários (ex. espaço, organização do espaço, material, etc.)         

Computador e projetor

 

"Frequência" de utilização (apenas uma vez ou frequentemente?)         

Pelo menos uma estória em cada aula

 

"Prática": como é aplicada, o que requer dos estudantes, que instruções devem ser dadas     

Contar uma estória que esteja relacionada com os conteúdos programáticos que estão a ser lecionados

 

Principal motivação para colocar a estratégia em prática?         

Mostrar que os conteúdos programáticos que estão a ser lecionados tem aplicação ou contextualização em situações do mundo real

 

Reação ou resposta dos estudantes?          

Dependendo do tema e teor da estória, as reações/respostas dos alunos podem variar entre a perplexidade, espanto, interesse pessoal, querer opinar ou rir

 

Evidência(s) do sucesso da estratégia (para si próprio, enquanto docente, e para os estudantes)?     

Quando os alunos reagem, opinam ou riem é sinal que estão atentos e a apreender o que lhes é transmitido

Escala - "usabilidade" com turmas grandes e/ou pequenas?

Embora esta estratégia pedagógica não esteja limitada pela presença de muitos alunos em sala de aula, ela funciona melhor em turmas não muito grandes (< 30 alunos)

 

Transferabilidade para outras UC que leciona? Como? Porquê?  

Esta estratégia pode ser aplicada a qualquer UC, de qualquer área científica, e de qualquer nível de escolaridade