Aprendizagem baseada em projeto

 

Isabel Ratão

Departamento de Engenharia Alimentar, Instituto Superior de Engenharia

Licenciatura em Tecnologia e Segurança Alimentar (3º ano)

 

N.º estudantes: 20

 

Objetivo que se pretende atingir com o uso da estratégia

No final da UC de Sistemas de Gestão e Segurança Alimentar os estudantes dever ter aprendido, através de uma simulação, a implementar um sistema de gestão da segurança alimentar segundo uma norma internacional, de modo independente e trabalhando em equipa, condições estas que provavelmente encontrarão no local de trabalho. Devem ser capazes de conhecer/investigar toda a legislação relativa à segurança alimentar aplicável ao projeto que estão a desenvolver e aplicá-la corretamente.

 

Tempo (i) de preparação e (ii) em aula

(docente) - atualização permanente de toda a legislação e normas disponíveis - 1 h/semana durante todo o ano civil.

(estudantes + docente) - 4 h/semana de contacto, durante o período letivo + (estudantes) - 1 a 2 h/semana fora da sala de aulas, durante o semestre letivo.

 

Recursos necessários (ex. espaço, organização do espaço, material, etc.)

Sala de aula com computadores suficientes para todos os estudantes, disponíveis para processamento de texto e pesquisa na internet.

 

"Frequência" de utilização (apenas uma vez ou frequentemente?)         

Utilizo durante toda a UC.

 

"Prática": como é aplicada, o que requer dos estudantes, que instruções devem ser dadas

Durante as primeiras 3 a 4 semanas é feita uma leitura, acompanhada pela docente, da norma a implementar, pedindo aos alunos que se vão voluntariando para produzir a documentação exigida. Passado esse tempo os estudantes ganham autonomia para fazerem a leitura em grupo, sem a docente, o que permite que esta possa responder com mais celeridade às questões colocadas pelos alunos que estão efetivamente a elaborar documentação.

O estudante voluntaria-se, diz que documento propõe para resolver a situação em causa, diz como está a pensar organizá-lo e começa a elaborá-lo, podendo colocar dúvidas à docente sempre que sentir essa necessidade.

Os restantes alunos continuam a leitura (acompanhada pela docente, nos primeiros estádios, ou não, em estádios mais avançados) até ser necessário outro documento, outro aluno se voluntariar e se repetir o processo.

Desta forma, todos os alunos ficam a saber a documentação que se está a produzir e como ela se enquadra no objetivo final.

Claro que cada estudante ficará "especialista" apenas nos documentos que produzir, e por isso mesmo é realizada, no final do semestre, uma apresentação oral do trabalho onde cada estudante expõe a documentação que produziu, o objetivo dessa documentação e as dificuldades que teve na sua elaboração. Tanto os colegas como o docente podem colocar questões, mas a serenidade é mantida pelo facto deste exercício não se destinar a avaliação. Esta será feita continuamente através da observação da qualidade e da assiduidade da participação de cada estudante e da análise da documentação produzida. A apresentação final tem como objetivo o enquadramento final da documentação e a consciencialização do grupo turma da importância de cada um dos documentos produzidos no contexto do sistema de segurança alimentar cuja simulação decorreu durante todo o semestre.

 

Principal motivação para colocar a estratégia em prática?         

Fazer com que os alunos não se fiquem apenas pelo conhecimento de que existem diversas normas que poderão ter de vir a implementar, mas que saibam como as implementar de facto em situações reais.

 

Reação ou resposta dos estudantes?          

A reação costuma ser muito boa, até porque os alunos já têm treino em metodologia semelhante numa outra UC que leciono anteriormente. Nesse caso não se verifica este nível de independência, mas já há muito trabalho individual do estudante de pesquisa e interpretação para se poder preparar para este, de maior envergadura.

Costumam dizer que é muito trabalhoso, mas reconhecem, muitas vezes já depois de terminar a licenciatura, que foi uma ferramenta muito útil para o desempenho profissional futuro.

 

Evidência(s) do sucesso da estratégia (para si próprio, enquanto docente, e para os estudantes)?     

Bons resultados na classificação final, com a maioria dos alunos a obter uma muito boa classificação (>16 valores), mas especialmente o reconhecimento posterior de que esses conhecimentos lhes estão a ser úteis no mercado de trabalho.

 

Escala - "usabilidade" com turmas grandes e/ou pequenas?

A turma maior em que usei esta metodologia tinha 23 alunos, mas aquela em que correu melhor tinha 12. Com muitos alunos aumenta a entropia e, geralmente, a quantidade de alunos pouco interessados/motivados, que podem constituir um problema na aplicação de um método que significa tanto trabalho para os estudantes.

 

Transferabilidade para outras UC que leciona? Como? Porquê?  

Esta é uma UC que eu leciono de facto. Não considero que esta metodologia seja adequada para as restantes UC que leciono, pelo menos para ser usada na totalidade da UC, como o faço aqui, por não serem tão agregadoras de conhecimento como esta. Nas outras UC não consigo definir um objetivo final tão concreto como um sistema que funcione de facto, como é o caso desta.