“Praxe e tradições académicas”

Elísio Estanque lança livro na UAlg seguido de debate

Share
 

“Praxe e tradições académicas” é o título do livro de Elísio Estanque, professor e investigador na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, que vai ser lançado no dia 23 de novembro, às 9h30, no Auditório Vermelho da Faculdade de Economia (edifício 9), no Campus de Gambelas da Universidade do Algarve.  Será seguido de um momento de debate  com o autor, que contará com a participação de: António Branco, Reitor da UAlg, Rui Nunes, Diretor da Faculdade de Economia, João Filipe Marques, Docente do curso de Sociologia, e dos alunos Filipa Braz da Silva, antiga Presidente da Direção Geral da AAUAlg, e Pedro Vitorino, representante da Comissão de Praxe. 

Sinopse:

“O presente livro apresenta-nos um olhar reflexivo e crítico sobre o fenómeno da chamada Praxe académica a partir da observação atenta do autor junto da universidade onde as tradições académicas têm a sua raiz mais remota: a Universidade de Coimbra. A questão da praxe é tomada como um ponto de partida para compreender as atuais vivências, comportamentos e subjetividades da atual geração de jovens universitários. O estudo pretende conjugar a história com a sociologia, questionando o papel da tradição e os mecanismos que permanentemente a reinventam, no contexto de uma sociedade de consumo em que se assistiu nas últimas décadas a uma crescente massificação do acesso ao ensino superior. Independentemente das suas virtualidades “integradoras” ou dos contornos “violentos” e “abusivos” praticados em seu nome, a Praxe tornou-se um foco de forte controvérsia na sociedade portuguesa. É sem dúvida um fenómeno dotado de grande complexidade e riqueza sociológica, desde logo porque, para lá das atitudes normativas – pró ou contra – por ele suscitadas, há uma larga massa de estudantes que se envolve nesses rituais e, na grande maioria dos casos, os valoriza positivamente. Em suma, mais do que tecer um juízo moral em torno da Praxe, é fundamental um estudo sistemático desta realidade, muito enraizada na nossa juventude, para entendermos o seu significado sociológico e ao mesmo tempo conhecer melhor o mundo estudantil. Vai nesse sentido o contributo deste livro.”

Sobre o autor:

Elísio Estanque é natural do Alentejo (Rio de Moinhos – Aljustrel), tendo residido e estudado em Lisboa, desde a sua adolescência. Acompanhou e participou ativamente em diversos movimentos sociais no período revolucionário pós-25 de Abril de 1974. Como trabalhador-estudante, licenciou-se em sociologia pelo ISCTE-IUL em 1985, ano em que se fixou na cidade de Coimbra e ingressou, como docente, na Faculdade de Economia e investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Desde então tem lecionado, investigado e publicado sobre temas como classes e desigualdades sociais, sociologia da empresa e das relações laborais, sindicalismo, juventude e movimentos sociais. Doutorou-se na Universidade de Coimbra, com uma tese sobre a indústria do calçado, baseada na observação participante numa fábrica do sector, publicada sob o título «Entre a Fábrica e a Comunidade», (editora Afrontamento, 2000); entre os seus livros mais recentes contam-se «A Classe Média: Ascensão e Declínio» (Editora FFMS, 2012) e «Classe Média e Lutas Sociais» (editora da Unicamp, 2015). Em 2013 foi professor visitante da UNICAMP, Universidade Estadual de Campinas, Brasil. É professor na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e investigador do CES na mesma universidade.http://www.ces.uc.pt/investigadores/cv/elisio_estanque.php.

Relacionadas
O INCREaSE 2017 que ocorreu no Campus da Penha da Universidade do Algarve entre 11 e 13 de outubro organizado...
Share